SAÚDE

EUNÁPOLIS: Sem atendimento, mulher dá à luz em cadeira de hospital


Postada em 09/02/2020 15:32:48 | Atualizada em 09/02/2020 15:47:47

Imagem/Reprodução rede social

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra uma mulher em trabalho de parto nos bancos de plástico do pronto-socorro do Hospital Regional de Eunápolis (HRE) contando com ajuda de familiares, outros pacientes e de seguranças da unidade. O caso ocorreu na madrugada deste domingo (09/02) e teve milhares de compartilhamentos na web.

 

Na gravação é possível ouvir os gritos da mãe como também a voz do responsável pela filmagem que questiona a ausência de atendimento à mulher. Enquanto o vídeo é feito, há gritos por pedidos de ajuda e um homem chama a atenção de uma profissional de saúde para o que acontece. Em um dos vídeos é possível ver o momento do nascimento da criança.

 

Nas imagens, ainda é possível ouvir outra mulher, aos gritos, dizer que “isso não se faz. É desumano”. A mãe da gestante pede a ela “calma, para não se matar de tanto fazer força”. Outra voz de um homem, indignado com a falta de atendimento e com a recusa do atendimento, registra um alerta:

 

“Desculpa ai, meus queridos, mas vocês não estão fazendo seu trabalho certo não. Isso aqui eu vou mandar para o BA TV, vou colocar nas rádios, vou fazer o maior escândalo. Eu não aceito isso… Se ela [a enfermeira] falasse aquilo comigo eu puxava ela pelos cabelos e fazia essa vagabunda fazer o parto”.

 

Segundo informações, o Hospital Regional de Eunápolis estaria sem médico obstetra há mais de 24 horas e a enfermeira de plantão, cujo nome não foi informado, se recusou a internar a paciente em trabalho de parto e com fortes dores.

 

DIREÇÃO EMITE NOTA

 

Em nota, o diretor da unidade, Jairo Augusto Jr. Emitiu comunicado informando que afastou a equipe médica e de enfermagem de plantão, apontando o fato como “erro grave e intolerável cometido por parte da equipe médica e de enfermagem de plantão”.

 

Conforme a NP, “os profissionais foram afastados de suas funções e um inquérito administrativo foi aberto para que as devidas punições legais sejam executadas”. Informa ainda que “nesta segunda-feira (10/02) acionaremos o Coren, CRM e Ministério Público para que façam parte do inquérito aberto na unidade, sendo também divulgado à sociedade as medidas e punições adotadas neste caso”.

 

A direção do hospital, informou ainda que a mãe e o bebê estão internados na unidade com todo suporte necessário e passam bem.

 

“A direção pede desculpas à família e toda sociedade por tão lastimável fato e esclarece que esta não é uma conduta admitida pela gestão municipal, e que todas as providências cabíveis estão sendo tomadas para que situações como esta não se repitam em nossa unidade hospitalar.”  Informou o diretor geral da unidade que assina a NP.

 

Por: CliC101 | Reprodução/Blog da Rose Marie

 

contato@clic101.com.br
73 98108.5898 | 73 8112.0914

© 2013 - 2020 todos os direitos reservados www.clic101.com.br
CliC101 Mais Conteúdo. Desenvolvido por: Welisvelton Cabral  

 

 

 

 

 

 

X