INCENTIVOS

Economia Solidária recebe estímulo da Prefeitura de Porto Seguro


Postada em 15/05/2019 10:18:00 |

 

A Secretaria Municipal de Assistência Social promoveu reunião nesta segunda-feira, 13, conduzida pela secretária de Assistência Social, Lívia Bittencourt e participação do secretário de Agricultura e Pesca, Aliomar Bittencourt; professora de Administração do IFBA, Aladyr; e os superintendentes de Trabalho, Emprego e Renda, Victor Hygino; de Promoção da Igualdade Racial, Carmelita Santos; juntamente com representantes de associações de Arraial D'Ajuda, Vila Vitória e Vila Valdete.

 

O objetivo foi cadastrar entidades e artesãos para que, a partir desse próximo sábado, possam expor e vender seus produtos na feira do Mercado Municipal, no bairro Campinho. Na ocasião se iniciou o diálogo sobre a exposição também aos domingos, na feira do Complexo Frei Calixto.

 

A proposta é fomentar o empreendedorismo e o crédito em parceria com o SEBRAE, Credbahia e a Casa do Trabalhador, a fim de gerar trabalho, emprego e renda em todos os territórios do município. O superintendente de Trabalho, Emprego e Renda, Victor Hygino, destacou durante o encontro que esta ocasião é importante para dialogar sobre possibilidades reais de crescimento e valorização deste seguimento tão importante para comunidades carentes.

 

Economia Solidária

 

"A intenção desta proposta é motivar as pessoas que abraçaram a ideia da economia solidária, adotando a cultura de vida coletiva ao abandonar a crença do individualismo", explica a secretária, Lívia Bittencourt, acrescentando que a economia solidária tem como característica a busca da inclusão das pessoas que não têm lucro e nem fazem parte das classes mais beneficiadas da sociedade.

 

A secretária enfatiza que a prefeita Cláudia Oliveira percebeu que uma importante característica da economia solidária é promover oportunidades para pessoas e comunidades excluídas economicamente. Isso, porque as iniciativas trabalham justamente a geração de renda, por meio da cooperação mútua entre os atores sociais envolvidos.

 

Isso significa que uma comunidade pobre pode se unir e criar um negócio de auto governança, no entanto, o objetivo desse tipo de negócio não é o lucro em si, mas sim o sucesso econômico de todos os agentes envolvidos, respeitando o meio ambiente, cultura local e as necessidades reais de cada integrante.

 

Secretaria Municipal de Assistência Social

 

Por: CliC101 | Ascom PMPS

 

contato@clic101.com.br
73 98108.5898 | 73 8112.0914

© 2013 - 2019 todos os direitos reservados www.clic101.com.br
CliC101 Mais Conteúdo. Desenvolvido por: Welisvelton Cabral  

 

 

 

 

 

 

X