X
ECONOMIA

Novo presidente do Banco do Brasil fala sobre enxugamento, fechamento de agências e venda de ativos


Postada em 08/01/2019 10:13:53 - Atualizada em 08/01/2019 10:15:38

Enxugamento de custos e redução do número de agências vão ser analisados, o fechamento de agências deficitárias será avaliado, segundo o presidente do Banco do Brasil (BB), Rubem Novaes, que não respondeu se haverá um novo programa de demissão voluntária (PDV) no banco.

 

Foto: Reprodução/Uol

Também segundo o novo presidente do BB, os estudos feitos por consultorias contratadas pela instituição para decidir onde há a necessidade de enxugar custos ainda serão avaliados.

"Vou examinar os estudos e ver o que faz sentido. O enxugamento de despesas é o objetivo de qualquer gestor, desde que não prejudique o funcionamento do banco", afirmou, dizendo ainda que é precioso ter muito cuidado quando se fala no fechamento de agências.

 

Segundo ele, é preciso analisar quais são deficitárias, quais têm potencial para deixar de ser, e negou que o BB planeje vender os prédios próprios onde funcionam os Centros Culturais da instituição (CCBBs) ou as agências bancárias.

"O que der para fazer com fundos imobiliários, vamos fazer", limitou-se a responder.

 

"O BB sempre teve um papel importante na interiorização do desenvolvimento. Por isso é preciso ser cuidadoso ao abordar o fechamento de agências. Por outro lado, o mundo digital de hoje exige uma menor bancarização por meio de agências físicas", avaliou.

 

Por: CliC101 | Uol

 

contato@clic101.com.br
73 98108.5898 | 73 8112.0914

© 2013 - 2019 todos os direitos reservados www.clic101.com.br
CliC101 Mais Conteúdo. Desenvolvido por: Welisvelton Cabral