X
REVIRAVOLTA

Oposição vira o jogo e faz Mesa Diretora da Câmara em Guaratinga


Postada em 18/11/2018 19:41:01 - Atualizada em 19/11/2018 09:38:04

Embora tenha sido considerado tradição um certo tumulto durante os processos eleitorais da Mesa Diretora da Câmara no Município de Guaratinga, o processo da eleição para o segundo biênio ocorrida na manhã deste domingo (18) transcorreu na mais perfeita ordem, não sem antes, após algumas manifestações de assistentes, ter um preposto da Polícia Militar feito duras advertências de que manteria a ordem a todo custo e conduziria se necessário aqueles que tentassem tumultuar o processo no salão da Câmara.

 

 

Antes do início da sessão, notava-se a euforia de alguns vereadores e corre-corre de políticos, a intranquilidade de outros como o vice-presidente Marcone, e o desabafo da vereadora Almerita que já entrou no plenário dizendo em alto e bom tom sobre o seu posicionamento, que depois ficou esclarecido quando disse que teria pedido para “trocar a chapa”, numa possível alusão à chapa 1 da situação que tinha na presidência o vereador José Messias, do povoado de São João do Sul, mesmo reduto da vereadora, sobre o qual Lita disse “Sofri muito”, no que pode ter sido uma clara alusão ao seu colega.

 

Abertos os trabalhos, após leitura da Bíblia Sagrada e Oração Universal do Pai Nosso, o presidente Jadel Galvão Vaz fez alguns esclarecimentos iniciais sobre o Edital e ocorrências durante o período de inscrições das chapas.

 

Reviravolta

 

A chapa 1, que tinha na sua segunda secretaria o vereador Marcos Pereira, que até então estava como líder do Governo Municipal na Câmara, acabou perdendo legalidade porque o edil solicitou oficialmente sua desistência, disse Jadel, que completou confirmando ser a Chapa 2 a única legalmente inscrita, e que acabou obtendo os nove votos favoráveis dos vereadores presentes, já que os outros dois, José Messias e Messias Ferreira, teriam justificado ausência da sessão.

 

Chapa vencedora

 

A Chapa 2, “Legislando para o Povo”, vencedora e que vai conduzir os trabalhos legislativos nos próximos dois anos, ficou assim constituída:

Presidente           Marcos Pereira dos Santos (PP)

Vice-Presidente   Izaías Pereira Rezende (PSC)

1º Secretário       Marcone Rodrigues da Silva (PSD)

2º Secretário       Misael Gregório da Silva (PV)

 

O presidente eleito, assim como os demais vereadores presentes, fez brevíssimas manifestações da Tribuna, tendo enfatizado: “Não declarei guerra a ninguém” e “Fui perseguido sim”.

 

Com a tranquilidade e segurança características na condução dos trabalhos, o presidente Jadel Galvão disse estgar cumprindo o compromisso de honrar a ordem, mas deixando claro sua discordância quanto ao aparato policial presente.

“Quem não sabe lidar com as as diferenças, não sabe o que é democracia”, finalizou Jadel.

 



 

Por: CliC101 | Idalício Viana

 

contato@clic101.com.br
73 98108.5898 | 73 8112.0914

© 2013 - 2019 todos os direitos reservados www.clic101.com.br
CliC101 Mais Conteúdo. Desenvolvido por: Welisvelton Cabral